Brumas de Sintra

Ponto de encontro entre a fantasia e a realidade. Alinhar de pensamentos e evocação de factos que povoam a imaginação ou a memória. Divagações nos momentos calmos e silenciosos que ajudam à concentração, no balanço dos dias que se partilham através da janela que, entretanto, se abriu para a lonjura das grandes distâncias. Sem fronteiras, nem limites

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal

O meu nome é Maria Elvira Bento. Gosto de olhar para o meu computador e reconhecer nele um excelente ouvinte. Simultaneamente, fidelíssimo, capaz de guardar o meu espólio e transportá-lo, seja para onde for, sempre que solicitado. http://brumasdesintra.blogspot.com e brumasdesintra.wordpress.com

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

MORREU ROSA LOBATO FARIA


Agora, é o tempo certo para escutar uma melodia que nos acompanha na saudade, na tristeza. Poderá ser a única companhia que suporte este abatimento perante um facto consumado: morreu Rosa Lobato Faria. Para ela não haverá mais amanheceres, só as manhãs douradas do Universo. Quais serão os mundos por onde andará a descobrir e a encantar? Não tenho palavras, só emoção.

*



Quem me quiser há-de saber as conchas

a cantiga dos búzios e do mar.

Quem me quiser há-de saber as ondas

e a verde tentação de naufragar.

Quem me quiser há-de saber as fontes,

a laranjeira em flor,

a cor do feno, a saudade lilás que há nos poentes,

o cheiro de maçãs que há no Inverno.

Quem me quiser há-de saber a chuva

que põe colares de pérolas nos ombros

há-de saber os beijos e as uvas

há-de saber as asas e os pombos.

Quem me quiser há-de saber os medos

que passam nos abismos infinitos

a nudez clamorosa dos meus dedos

o salmo penitente dos meus gritos.

Quem me quiser há-de saber a espuma

em que sou turbilhão, subitamente-

Ou então não saber coisa nenhuma

e embalar-me ao peito, simplesmente. (R.L.Faria)




http://www.youtube.com/watch?v=YvdX5Ht3U9w





O vento é o mesmo, mas a sua resposta é diferente em cada folha
(Cecília Meireles)

2 Comentários:

Blogger Luis disse...

Minha Boa Amiga,
Parece que foi unanime as homenagens a esta Grande Senhora pois a grande maioria o fez! Na minha Tulha tive oportunidade de aí colocar uma sua autobiografia feita há muito pouco tempo! Andamos a perder valores nas Artes e não estão aperecendo outros a substituí-los na mesma cadência! É pena...
Um grande beijinho muito amigo.

9 de fevereiro de 2010 às 22:00  
Blogger MEB disse...

Luís
Perdemos efectivamente uma pessoa cheia de talento, e de uma humanidade profunda. Realmente perdemos já tantos e tantos valores e a sua substituição é marcadamente diminuta.Faz pensar.
Gosstei que tivesse passado por aqui. Um beijinho

9 de fevereiro de 2010 às 22:30  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial