Brumas de Sintra

Ponto de encontro entre a fantasia e a realidade. Alinhar de pensamentos e evocação de factos que povoam a imaginação ou a memória. Divagações nos momentos calmos e silenciosos que ajudam à concentração, no balanço dos dias que se partilham através da janela que, entretanto, se abriu para a lonjura das grandes distâncias. Sem fronteiras, nem limites

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal

O meu nome é Maria Elvira Bento. Gosto de olhar para o meu computador e reconhecer nele um excelente ouvinte. Simultaneamente, fidelíssimo, capaz de guardar o meu espólio e transportá-lo, seja para onde for, sempre que solicitado. http://brumasdesintra.blogspot.com e brumasdesintra.wordpress.com

quarta-feira, 14 de abril de 2010

ONDAS MELÓDICAS QUE ENCANTAM



Depois de uns dias claros, abertos, onde o Sol se espraiou sobre os corredores da Terra que abriram alas para as pessoas passar, num já desusado entusiasmo (o Inverno foi longo, taciturno, depressivo) e gosto de viver, a chuva miudinha, mansa, serena, é verdade, voltou e ensombrou as delícias passadas à beira-mar num longo abraço revitalizador com o astro-rei de quem já se tinha saudades. Neste cair da tarde cinzenta, o som cadenciado dos pingos que caem e escorrem pelas vidraças novamente frias, criam o clima para o silêncio, interiorização. Abrem as portas às melodias que se escutam na penumbra sentindo a maciez dos almofadões de seda que,delicadamente, nos envolvem e nos deixam bem no tempo dos sons que nos acarinham nas ondas melódicas que encantam.



http://www.nataliaviolin.com/






Cada dia chega trazendo os seus próprios presentes. Desamarre as fitas
(Ruth Ann Schabaker)

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial