Brumas de Sintra

Ponto de encontro entre a fantasia e a realidade. Alinhar de pensamentos e evocação de factos que povoam a imaginação ou a memória. Divagações nos momentos calmos e silenciosos que ajudam à concentração, no balanço dos dias que se partilham através da janela que, entretanto, se abriu para a lonjura das grandes distâncias. Sem fronteiras, nem limites

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal

O meu nome é Maria Elvira Bento. Gosto de olhar para o meu computador e reconhecer nele um excelente ouvinte. Simultaneamente, fidelíssimo, capaz de guardar o meu espólio e transportá-lo, seja para onde for, sempre que solicitado. http://brumasdesintra.blogspot.com e brumasdesintra.wordpress.com

domingo, 18 de outubro de 2009

FAZ PARTE DO UNIVERSO. AGRADEÇA-LHE


Tire um tempo para si e, seriamente, abra-se , de coração e de mente, ao Universo e agradeça-lhe por fazer parte dele. Agradeça-lhe diariamente, nos bons e maus momentos, e não só quando tudo parece deslizar sobre mel. Faça uma introspecção honesta, isenta, exigente, não pactue com o facilitismo. Seja a sua maior crítica. Sem dualidades ou enganos reconheça a pessoa especial, forte, talentosa, guerreira e poderosa em que se transformou. Sinta-se renovada, preparada. Decidida. Isso! Sinta tudo isso e, vá em frente. Pode, é capaz, merece! Está poderosa! Está confiante! Então?


Segure os sonhos (é crime abandonar, perder, um sonho), visualize as metas, as directrizes e, diariamente, agarre as oportunidades. Não tema a concorrência -nem sempre leal e honesta- ponha em prática a sua capacidade de saber e de querer. Parta para os desafios já vencedora. Com lucidez e segura das suas capacidades. Renove a esperança, duplique a alegria torne o amor infindável (há muitas formas de amar). Não se compare a ninguém. Ninguém é igual a ninguém e, você, é única! Com disciplina, energia, consolidará o seu espírito indomitável e, ninguém, será capaz de a impedir de dominar o vigor da sua vida. A determinação e coragem permitem-lhe ser dona de si própria mas, não se esqueça de abrir os braços ao Universo e em grito, sussurro, murmúrio, ou, mentalmente, agradeça-lhe por fazer parte dele.




Deixe as suas esperanças, e não os seus ferimentos, moldarem o seu futuro
(Robert H. Schuller)

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial