Brumas de Sintra

Ponto de encontro entre a fantasia e a realidade. Alinhar de pensamentos e evocação de factos que povoam a imaginação ou a memória. Divagações nos momentos calmos e silenciosos que ajudam à concentração, no balanço dos dias que se partilham através da janela que, entretanto, se abriu para a lonjura das grandes distâncias. Sem fronteiras, nem limites

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal

O meu nome é Maria Elvira Bento. Gosto de olhar para o meu computador e reconhecer nele um excelente ouvinte. Simultaneamente, fidelíssimo, capaz de guardar o meu espólio e transportá-lo, seja para onde for, sempre que solicitado. http://brumasdesintra.blogspot.com e brumasdesintra.wordpress.com

segunda-feira, 7 de junho de 2010

NUNCA EXIGI A MAESTRIA DE GARDEL NEM A GENIALIDADE DE PIAZOLLA...


Não teria sido necessária tanta elegância, tanta sedução, tanto dramatismo, tanto arrebatamento. Bastaria a tua mão na minha cintura, enlaçando-me, conduzindo-me ao som de uma qualquer harmonia. Não te teria exigido uma linguagem de alma, numa intensa forma musical de estar na vida, como se vivêssemos intensos e sofridos amores ao ritmo acelerado de corações arrebatados. Não te pedi tanta energia, tanta paixão. Não te pedi -nunca- que dançasses comigo como se estivéssemos na Lua e a Terra girasse à nossa volta e, ambos, flutuássemos no Universo, transportados por uma intensa e provocante sensação onde o ódio se misturava com o amor, a elegância com a entrega, a sensualidade com o desejo, nos corpos flexíveis, colados, como se fossem apenas um. Nunca exigi a maestria de Gardel nem a genialidade de Piazzola. Nunca pedi asas nos pés e porte majestático, nem braços onde eu, voluptuosamente, deslizasse. Nem esperei murmúrios confidentes dizendo-me que... havia céus azuis, lindos, nos meus olhos..., enquanto rodopiávamos na elegância de passos largos e olhares profundos quando o meu corpo poderia parecia cair dos teus braços numa linguagem plástica intensa e expressiva. Na verdade, nunca pedi tanta sedução, tanta embriaguez, tanto garbo, tanta virilidade. Pedir, não pedi! Mas, gostava.




http://www.youtube.com/watch?v=dBHhSVJ_S6A





Se queres ser feliz amanhã, tenta hoje mesmo.
(Liang Tzu)

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial