Brumas de Sintra

Ponto de encontro entre a fantasia e a realidade. Alinhar de pensamentos e evocação de factos que povoam a imaginação ou a memória. Divagações nos momentos calmos e silenciosos que ajudam à concentração, no balanço dos dias que se partilham através da janela que, entretanto, se abriu para a lonjura das grandes distâncias. Sem fronteiras, nem limites

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal

O meu nome é Maria Elvira Bento. Gosto de olhar para o meu computador e reconhecer nele um excelente ouvinte. Simultaneamente, fidelíssimo, capaz de guardar o meu espólio e transportá-lo, seja para onde for, sempre que solicitado. http://brumasdesintra.blogspot.com e brumasdesintra.wordpress.com

quarta-feira, 2 de junho de 2010

VOEMOS EM EQUIPA. SEJAMOS GANSOS


Quando o tempo frio se anunciar quem estiver na rota de migração dos gansos poderá admirar como eles se movem no espaço em direcção a paragens mais quentes. Verificará que voam na forma de V. Saiba os motivos que os levam a manter essa atitude: ao voarem nessa formação o bando inteiro aumenta em 71% o alcance de voo, em relação a um pássaro que voe sozinho.

*Compartilhar da mesma direcção e sentido do grupo permite chegar mais rápido e facilmente ao destino, porque ajudando-nos uns aos outros os resultados são melhores.

Quando um ganso sai da formação, sente a resistência do ar e a dificuldade de voar sozinho. Então, rapidamente, retorna à formação para aproveitar o poder da elevação dos que estão à sua frente.

*Permanecendo em sintonia e unidos junto aqueles que se dirigem connosco na mesma direcção, o esforço será menor e será mais fácil e agradável alcançar a meta.
Estaremos dispostos a aceitar e oferecer ajuda.

Quando o ganso líder se cansa, muda para o final a formação, enquanto outro assume a dianteira.

*Compartilhar a liderança, respeitando-se mutuamente o tempo todo. Dividir os problemas e trabalhos mais difíceis. Reunir habilidades e capacidades. Combinar dons, talentos e recursos.

Os gansos, enquanto voam em formação, grasnam para dar coragem e alento para os que voam na frente, para que assim mantenham a velocidade.

*Quando há coragem e alento, o progresso é maior. Uma palavra de ânimo dita em tempo, motiva, ajuda, dá forças, produz o melhor dos benefícios.

Quando um ganso adoece, fica ferido ou está cansado e deve sair da formação, outros também o fazem e acompanham-no, para ajudá-lo e protegê-lo. Permanecem com ele até que morra, ou seja capaz de voar novamente e assim alcançar o bando ou integrar-se noutra formação.

*Estejamos unidos -lado a lado- apesar das diferenças, tanto nos momentos difíceis, como nas horas de trabalho. Se nos mantivermos ao lado do outro, ajudando, tornamos realidade o espírito de equipa. Se apesar das diferenças pudermos formar um grupo para enfrentar todos os tipos de situações, entenderemos o real valor da amizade. Se tivermos consciência do sentimento de partilha a vida será mais simples e o voo dos anos terá mais prazer. Sejamos gansos ! (autor desconhecido)


http://www.youtube.com/watch?v=gnJVgXL9Qcc





Este comportamento dos gansos levou gestores a tirar lições aplicáveis às empresas: liderança compartilhada, trabalho em equipa, disciplina, solidariedade, previsibilidade, motivação, objectivos comuns...
(Hélio T.)

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial