Brumas de Sintra

Ponto de encontro entre a fantasia e a realidade. Alinhar de pensamentos e evocação de factos que povoam a imaginação ou a memória. Divagações nos momentos calmos e silenciosos que ajudam à concentração, no balanço dos dias que se partilham através da janela que, entretanto, se abriu para a lonjura das grandes distâncias. Sem fronteiras, nem limites

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal

O meu nome é Maria Elvira Bento. Gosto de olhar para o meu computador e reconhecer nele um excelente ouvinte. Simultaneamente, fidelíssimo, capaz de guardar o meu espólio e transportá-lo, seja para onde for, sempre que solicitado. http://brumasdesintra.blogspot.com e brumasdesintra.wordpress.com

terça-feira, 3 de março de 2009

PENSAMENTOS DA MENTE ADORMECIDA

Um sonho que não se interpreta é como uma carta que não se lê (Talmude). O meu sonho passou muito depressa, a narrativa, os diálogos, senti-os fantasiosos mas o pensamento, esse, era mesmo meu; sentia como se estivesse acordada! Absorvia o enredo e dominava as sensações genuínas e férteis da minha mente adormecida. Olhava a baía de Luanda (do 11º andar) e da varanda, agora vazia, apetecia-me apregoar à madrugada esplendorosa e infindável (sentia nas minhas mãos o parapeito da varanda, os cheiros africanos envolviam-me, o luar cheio, enérgico, tornavam-me irreal). Inspirei a madrugada, abri os ombros e murmurei: tenho saudades...


http://www.youtube.com/watch?v=lkQhaXi0ACw



Sentimos saudade de certos momentos da nossa vida e de certos momentos de pessoas que passaram por ela
(Carlos Drummond de Andrade)


0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial