Brumas de Sintra

Ponto de encontro entre a fantasia e a realidade. Alinhar de pensamentos e evocação de factos que povoam a imaginação ou a memória. Divagações nos momentos calmos e silenciosos que ajudam à concentração, no balanço dos dias que se partilham através da janela que, entretanto, se abriu para a lonjura das grandes distâncias. Sem fronteiras, nem limites

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal

O meu nome é Maria Elvira Bento. Gosto de olhar para o meu computador e reconhecer nele um excelente ouvinte. Simultaneamente, fidelíssimo, capaz de guardar o meu espólio e transportá-lo, seja para onde for, sempre que solicitado. http://brumasdesintra.blogspot.com e brumasdesintra.wordpress.com

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

É PROIBÍDO NÃO OUVIR E NÃO PENSAR NESTA CANÇÃO DE MICHAEL JACKSON



Earth Song, faz parte do filme que está a passar em todo o mundo, This is It. Foi a última mensagem que Michael Jackson deixou e que iria cantar durante a tournée mundial que se preparava fazer. Morreu dias antes. A letra fala de desmantelamento, devastação, sobrepesca, poluição. Alerta para o sangue derramado, para as vidas perdidas, abate dos animais, pelo mundo que asfixia nas nossas mãos. Fala da violência, das guerras, da falta de futuros e de humanidade...Fomos longe demais... e adianta: já não consigo voar para lá das estrelas... Esta canção vai ajudar a mudar o Mundo, apesar de ser de 1996. E vai ser um estrondoso êxito musical. Inimaginável.



http://www.youtube.com/watch?v=oJEqJ9yALx8



Tudo o que um homem pode imaginar, outros homens poderão realizar
(Júlio Verne)

2 Comentários:

Blogger Fernanda disse...

Querida M.Elvira,

Eu sei, eu conheço, eu amo ainda...
O Sr. Michael Jackson tinha um coração de ouro (teria também algumas fobias, ninguém é perfeito), mas ele foi único e será sempre muito amado.
Eu prestei-lhe homenagem no meu Blog Diverse Texts ans Stories no dia imediato à sua morte com este mesmo tema.
Há um outro tema dele que eu fico sempre emocionada quando oiço, e que agora parece ter sido ele próprio a escrever e interpretar o seu próprio fim, o Gone too soon.
É arrepiante!!!
Obrigada por este post.

Beijinhos

21 de novembro de 2009 às 21:23  
Blogger MEB disse...

Amiga

Eu só tive conhecimento desta canção absolutamente fabulosa no dia em que publiquei o post. Sensibilizou-me muito. Acho (quem sou eu para achar o que quer que seja...) que ele não merecia ter desaparecido assim. Sempre o senti grandioso e sofredor.
Bijs

21 de novembro de 2009 às 23:13  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial