Brumas de Sintra

Ponto de encontro entre a fantasia e a realidade. Alinhar de pensamentos e evocação de factos que povoam a imaginação ou a memória. Divagações nos momentos calmos e silenciosos que ajudam à concentração, no balanço dos dias que se partilham através da janela que, entretanto, se abriu para a lonjura das grandes distâncias. Sem fronteiras, nem limites

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal

O meu nome é Maria Elvira Bento. Gosto de olhar para o meu computador e reconhecer nele um excelente ouvinte. Simultaneamente, fidelíssimo, capaz de guardar o meu espólio e transportá-lo, seja para onde for, sempre que solicitado. http://brumasdesintra.blogspot.com e brumasdesintra.wordpress.com

terça-feira, 21 de setembro de 2010

NAQUELE DIA, DECIDI TRIUNFAR


Walter Elias Disney foi produtor cinematográfico, cineasta, director, guionista, filantropo e co-fundador da The Walt Disney Company. Tornou-se conhecido, nas décadas de 1920/30, pelos seus filmes e personagens de desenho animado como Mickey, Pato Donald. Foi o criador do parque temático sediado nos Estados Unidos (Orlando-Califórnia) a Disneylândia.Walt Disney foi um nome maior da industria cinematográfica, sem dúvida. Os seus filmes continuam tão fascinantes como quando foram apresentados pela primeira vez e as personagens mantêm-se actuais. Todavia, estes tempos de bonança não existiram sempre. Ele passou por momentos difíceis, desencorajadores e, por diversas vezes, pensou em desistir. Dessa época resultou o texto que o ajudou a superar o desânimo, as dificuldades. O desencanto. Decidiu, naquele dia, que queria concretizar os sonhos.


Depois de muito esperar, num dia como outro qualquer, decidi triunfar. Decidi não esperar pelas oportunidades e sim, eu mesmo ir procurá-las. Decidi ver cada problema como uma oportunidade de encontrar uma solução. Decidi ver cada deserto como uma possibilidade de encontrar um oásis. Decidi ver cada noite como um mistério a resolver. Decidi ver cada dia como uma nova oportunidade de ser feliz. Naquele dia descobri que meu único rival não era mais do que as minhas próprias limitações e que enfrentá-las era a única e melhor forma de as superar. Naquele dia, descobri que eu não era o melhor e que talvez eu nunca tivesse sido. Deixei de me importar com quem ganha ou perde. Agora importa-me simplesmente saber melhor o que fazer. Aprendi que o difícil não é chegar lá em cima, e sim deixar de subir. Aprendi que o melhor triunfo é poder chamar alguém de amigo. Descobri que o amor é mais que um simples estado de enamoramento, o amor é uma filosofia de vida. Naquele dia, deixei de ser um reflexo dos meus escassos triunfos passados e passei a ser uma ténue luz no presente. Aprendi que de nada serve ser luz se não iluminar o caminho dos demais. Naquele dia, decidi trocar tantas coisas. Naquele dia, aprendi que os sonhos existem para se tornarem realidade. E, desde aquele dia, já não durmo para descansar. Durmo para sonhar.




Se podemos sonhar, também podemos tornar os nossos sonhos realidade
(Walt Disney)

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial