Brumas de Sintra

Ponto de encontro entre a fantasia e a realidade. Alinhar de pensamentos e evocação de factos que povoam a imaginação ou a memória. Divagações nos momentos calmos e silenciosos que ajudam à concentração, no balanço dos dias que se partilham através da janela que, entretanto, se abriu para a lonjura das grandes distâncias. Sem fronteiras, nem limites

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal

O meu nome é Maria Elvira Bento. Gosto de olhar para o meu computador e reconhecer nele um excelente ouvinte. Simultaneamente, fidelíssimo, capaz de guardar o meu espólio e transportá-lo, seja para onde for, sempre que solicitado. http://brumasdesintra.blogspot.com e brumasdesintra.wordpress.com

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

EM SINTRA, NO REINO DAS FLORES, HÁ PORTAIS ABERTOS NO INFINITO!


Foto: Galeria Windows


Em Sintra, há pontos de harmonia que alguns conseguem sentir e ultrapassar. São portões invisíveis, poderosos de vibrações, abertos no vazio que transportam a dimensões de espiritualidade expandidas no Universo, como canais de ligação que vencem fronteiras onde reina a Luz, a Energia, o Amor e a Sabedoria. Há portais abertos no Infinito, aqui, em Sintra, no reino das flores, das árvores centenárias, dos cheiros indecifráveis e inebriantes que nos envolvem e encantam. O desafio é perfeito, abundante, ao qual é difícil resistir.


Evoluir, elevar a ânsia do Amor e do Conhecimento a portais intensos e evolutivos libertos de amarras e bloqueios que (não vencidos) podem manietar. Aqui, em Sintra, há sopros de ventos que conduzem a campos energéticos, aos templos onde dormem as estrelas e o idioma é a voz do coração. Vivemos em mundos paralelos, em intercâmbios inseguros ou vibrantes, onde se sintoniza com o Universo. Surpreendente. Imenso. Pleno.


Há luzes douradas nos caminhos dos portais brilhantes e das escadas que transportam: que levam e trazem de mundos esotéricos onde feixes de vibrações atraem conhecimentos. São os caminhos do tempo que nos deixam em voos de vigor e de transformações. Em Sintra, há visões de longo alcance, palpáveis, ao alcance das mãos, neste paraíso sem tempo, luminoso, que (caprichosamente) renova quadros de maravilha em pinturas na Natureza, iluminadas por feéricos raios de luz que inspiram visões criativas.


Os seres humanos são como anjos de uma só asa. Só conseguem voar quando estão abraçados
(Neo Buscarle)

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial