Brumas de Sintra

Ponto de encontro entre a fantasia e a realidade. Alinhar de pensamentos e evocação de factos que povoam a imaginação ou a memória. Divagações nos momentos calmos e silenciosos que ajudam à concentração, no balanço dos dias que se partilham através da janela que, entretanto, se abriu para a lonjura das grandes distâncias. Sem fronteiras, nem limites

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal

O meu nome é Maria Elvira Bento. Gosto de olhar para o meu computador e reconhecer nele um excelente ouvinte. Simultaneamente, fidelíssimo, capaz de guardar o meu espólio e transportá-lo, seja para onde for, sempre que solicitado. http://brumasdesintra.blogspot.com e brumasdesintra.wordpress.com

segunda-feira, 1 de junho de 2009

SUSAN BOYLE PODE CONTINUAR A SONHAR



Recordo-me de ter visto o vídeo de Susan Boyle, na primeira apresentação frente ao júri do conhecido programa inglês, Britain's Got Talent, que ao dar oportunidade a novos talentos tem feito descobertas de excelentes valores, premiados com a vitória final. Parecia ser o caso de Susan. Parecia, mas não foi! O talento já ninguém lho tira, foi uma preciosa candidata e conseguiu a proeza de quase congestionar o YouTube, tal foi o número de visitantes. Cem milhões! Na semi-final, desafinou. Na final, com 20 milhões de espectadores -duas vezes a população portuguesa- encantou, mas a vitória não foi para ela já que foi entregue a um grupo de dança, Diversity, composto por 10 jovens elementos.


A inesperada e poderosa pressão da fama traiu Susan que de voz segura, forte, melodiosa, plena de cambiantes, se apresentou na final com uma certa inquietude e mesmo fragilidade. Diria mesmo, exausta. Diz-se (agora) que as mudanças de visual, dinâmicas diárias diferentes, popularidade (já foi ao programa da Opra -o melhor programa televisivo do século XX, eleito pela revista Time, em 1998. Em 2002, a TV Guide, incluiu-o no grupo dos 50 melhores de todo os tempos), agitaram-na e parece que a levaram a tomar atitudes um pouco bruscas (tem mau feitio, diz quem a conhece).


O sonho de Susan deve continuar, já que era antigo no tempo. A sua vida não será mais a mesma. À sua frente está uma estrada bifurcada: ou opta por manter o ritmo normal de uma existência sem brilho ou tenta os caminhos da fama e, apesar da popularidade e dos contratos milionários já assinados, incluindo digressões pelos EUA e Reino Unido, não vai ser fácil. Contra si tem, curiosamente, uma desmesurada fama que, em minutos, a tirou do anonimato para a fama globalizada. E, isso, tem o seu preço.


http://www.youtube.com/watch?v=b2xiAQCTy2E


A possibilidade de realizarmos um sonho é o que torna a nossa vida interessante
(Paulo Coelho)

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial