Brumas de Sintra

Ponto de encontro entre a fantasia e a realidade. Alinhar de pensamentos e evocação de factos que povoam a imaginação ou a memória. Divagações nos momentos calmos e silenciosos que ajudam à concentração, no balanço dos dias que se partilham através da janela que, entretanto, se abriu para a lonjura das grandes distâncias. Sem fronteiras, nem limites

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal

O meu nome é Maria Elvira Bento. Gosto de olhar para o meu computador e reconhecer nele um excelente ouvinte. Simultaneamente, fidelíssimo, capaz de guardar o meu espólio e transportá-lo, seja para onde for, sempre que solicitado. http://brumasdesintra.blogspot.com e brumasdesintra.wordpress.com

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

ESTÁ A CHEGAR A NOITE DA FAMÍLIA


Estamos a dias da Noite Santa, a noite da Família. A noite de muitas emoções, lembrando os que estão presentes, os que já partiram, alguns que se perderam na estrada da vida. Não são só os embrulhos vistosos que enfeitam a noite geralmente fria, com um respirar muito especial. É a mesa caprichada, os doces variados, os diálogos cortando distâncias, continentes, atravessando Oceanos, montanhas que arranham o céu, através de todas as técnicas: telefone, skype, telemóvel, e-mail, numa ânsia contida de abraçar e enganar a saudade. É uma noite especial, de Árvore de Natal, de luzes que piscam onde vai faltando (cada vez mais) o lugar único do Presépio onde, pelo menos, esteja Maria, José, o Menino. O verdadeiro espírito do Natal reside aí: na mensagem de Belém, no nascimento de Jesus. E, tal como o tempo anda confundido nas suas profundas alterações climáticas, os homens também andam a confundir Natal com Pai Natal, compras num consumismo exagerado. A noite de Natal é, também, com todas as suas múltiplas nuances, uma noite para sonhar.



http://www.youtube.com/watch?v=qHau43jPMGE





O Natal é um tempo de benevolência, perdão, generosidade e alegria. A única época que conheço, em que homens e mulheres parecem, de comum acordo, abrir livremente seus corações
(Charles Dickens)

2 Comentários:

Blogger Fernanda disse...

Querida MElvira,

Só agora me apercebo do tempo que passou sem a visitar...

Este seu texto é maravilhoso. Penso exactamente como a minha amiga.
Embora este ano fique só eu e o José e tenha declinado vários convites.
O meu filho não vem e para nós será uma noite um pouco diferente, mais nada.
Estaremos com ele via Net, e será um Natal ais calmo, mais romântico:)))

Beijinhos

24 de dezembro de 2009 às 11:57  
Blogger MEB disse...


Vai ser uma noite natalícia na sua plenitude, apesar da ausência física do filho. O Natal mora diariamente no vosso coração! Santo Natal, amiga.

24 de dezembro de 2009 às 14:16  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial