Brumas de Sintra

Ponto de encontro entre a fantasia e a realidade. Alinhar de pensamentos e evocação de factos que povoam a imaginação ou a memória. Divagações nos momentos calmos e silenciosos que ajudam à concentração, no balanço dos dias que se partilham através da janela que, entretanto, se abriu para a lonjura das grandes distâncias. Sem fronteiras, nem limites

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal

O meu nome é Maria Elvira Bento. Gosto de olhar para o meu computador e reconhecer nele um excelente ouvinte. Simultaneamente, fidelíssimo, capaz de guardar o meu espólio e transportá-lo, seja para onde for, sempre que solicitado. http://brumasdesintra.blogspot.com e brumasdesintra.wordpress.com

segunda-feira, 21 de junho de 2010

A ESPERANÇA ILUMINA AMANHECERES


Se os sonhos não pudessem criar novos tempos, se a esperança não iluminasse cada amanhecer, se a cada novo dia não pudéssemos escrever uma nova história, a vida seria repleta de certezas. Mas, a vida é cheia de incertezas, e é isso que nos estimula a sonhar e a depositar as nossas esperanças no amanhã, sabendo que, o hoje, é uma fonte inesgotável de possibilidades de ser feliz. (autor desconhecido)





A vida não é medida pela quantidade de vezes que respiramos, mas pelos momentos que nos tiram a respiração.
(George Carlin)

2 Comentários:

Blogger A. João Soares disse...

Cara Maria Elvira,

«Só sei que nada sei» dizia um sábio. A incerteza, a dúvida accionadas pela vontade d«e adquirir saber são as molas da vida. A vida é orientada pela ciência e pela arte e esta tem que ser aplicada diariamente, a todo o instante na tentativa de prever o futuro e de o moldar aos nossos desejos. O acto de gerir é uma arte e deve ser usado com entusiasmo, esperança e confiança no bom resultado das decisões tomadas com bom senso e realismo.

Beijos
João
Do Miradouro

24 de junho de 2010 às 21:17  
Blogger MEB disse...

João Soares.
Gostei muito de ler as suas sábias palavras. Concordo e reconheço que esse gerir do entusiasmo com a esperança e confiança (não é fácil) é uma das molas vitais da vida que só por si é uma dádva, um desafio e, simultaneamente, um mistério. Beijinho

26 de junho de 2010 às 20:58  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial