Brumas de Sintra

Ponto de encontro entre a fantasia e a realidade. Alinhar de pensamentos e evocação de factos que povoam a imaginação ou a memória. Divagações nos momentos calmos e silenciosos que ajudam à concentração, no balanço dos dias que se partilham através da janela que, entretanto, se abriu para a lonjura das grandes distâncias. Sem fronteiras, nem limites

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal

O meu nome é Maria Elvira Bento. Gosto de olhar para o meu computador e reconhecer nele um excelente ouvinte. Simultaneamente, fidelíssimo, capaz de guardar o meu espólio e transportá-lo, seja para onde for, sempre que solicitado. http://brumasdesintra.blogspot.com e brumasdesintra.wordpress.com

sábado, 2 de outubro de 2010

HÁ TANTO MUNDO NOS TEUS OLHOS


A noite está delicada, está uma noite de amor. Há incenso pelo ar na brisa fresca que atravessa montanhas depois de beijar mares, e aflora-nos o rosto languidamente em aromas inebriantes que mimam os sentidos. Que bonitas são as noites assim quando nos envolvem, nos enlaçam, e descem pelos braços como se fossem pétalas soltas ou borboletas suaves ou, ainda, movimentos de rios que cantam nos silêncios para as suas heroínas com brilhos de estrelas que gostam de viajar nas costas do vento. A noite está linda, sim. Convida a voos como se fossemos pássaros e faz-nos sentir deusas, amazonas deslizantes nas ondas de Sunset, saboreando sonhos que a saudade prende quando o sorriso terno enche o coração e encontra o olhar que tem o comovente silêncio colorido da ausência no carinho inacabado. O coração bate mais quando as mãos tentam encontrar as tuas e sentem o fulgor da vida nos teus pulsos. A noite está bonita. Transformadora. Melodiosa. Há tanto mundo nos teus olhos. Tantas promessas nos silêncios onde me perco e renasço com a leveza simples dos mortais que ignoram que o sonho se esfuma e voa. É bom saber que estás aí, ao alcance de um breve cerrar de olhos e que dos meus braços és capaz de fazer asas.




Estou tão assustada que só poderei aceitar que me perdi se imaginar que alguém me dá a mão
(Clarice Lispector)

2 Comentários:

Blogger Os Tesouros da Religião.blogpost.com se encontram muitos segredos disse...

Ola vc escreve muito bem e de modo sabio fiquei motivado a estar atento a seu blog Bem Hajam na Paz do Senhor

3 de outubro de 2010 às 23:42  
Blogger MEB disse...

Obrigada. Agradeço a simpatia e, sempre que lhe seja possível, passe pelo blog. Gostará, talvez, de umas crónicas. De outras, nem tanto mas é a minha forma de expressão.

4 de outubro de 2010 às 18:40  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial