Brumas de Sintra

Ponto de encontro entre a fantasia e a realidade. Alinhar de pensamentos e evocação de factos que povoam a imaginação ou a memória. Divagações nos momentos calmos e silenciosos que ajudam à concentração, no balanço dos dias que se partilham através da janela que, entretanto, se abriu para a lonjura das grandes distâncias. Sem fronteiras, nem limites

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal

O meu nome é Maria Elvira Bento. Gosto de olhar para o meu computador e reconhecer nele um excelente ouvinte. Simultaneamente, fidelíssimo, capaz de guardar o meu espólio e transportá-lo, seja para onde for, sempre que solicitado. http://brumasdesintra.blogspot.com e brumasdesintra.wordpress.com

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

SER CORAJOSO É VIVER COM O CORAÇÃO

A palavra coragem é muito interessante. Ela vem da raiz latina cor, que significa coração. Portanto, ser corajoso significa viver com o coração. E os fracos, somente os fracos, vivem com a cabeça; receosos, criam em torno de si uma segurança baseada na lógica. Com medo, fecham todas as janelas e portas – com teologia, conceitos, palavras, teorias – e do lado de dentro dessas portas e janelas, escondem-se. O caminho do coração é o caminho da coragem. É viver na insegurança, é viver no amor e confiar, é enfrentar o desconhecido. É deixar o passado para trás e deixar o futuro ser. Coragem é seguir trilhos perigosos. A vida é perigosa. E só os covardes podem evitar o perigo – mas aí já estão mortos. A pessoa que está viva, realmente viva, sempre enfrentará o desconhecido. O perigo está presente, mas ela assumirá o risco. O coração está sempre pronto para enfrentar riscos; o coração é um jogador. A cabeça é um homem de negócios. Ela sempre calcula – ela é astuta. O coração nunca calcula. (R.C.M.J)




Opte por aquilo que faz o seu coração vibrar. Apesar de todas as consequências
(Rajneesh Chandra Mohan Jain - Osho)

3 Comentários:

Anonymous Elisabete disse...

Há quem precise de ter muita coragem para ser capaz de ser corajoso. Coragem para amar ou apenas coragem para se deixar amar. Conheço alguém assim: o medo mata a coragem. O que poderei fazer?

6 de outubro de 2010 às 18:01  
Blogger MEB disse...

Elisabete, nada melhor do que escutar a voz do seu coração. Se amar,verdadeiramente, não há obstáculo que a possa deter.

8 de outubro de 2010 às 21:03  
Anonymous Elisabete disse...

Obrigada.
Não tenho medo de amar mas há quem tenha medo de ser amado.

(Uma virginiana c/ ascendente caranguejo e um caranguejo)

12 de outubro de 2010 às 01:01  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial