Brumas de Sintra

Ponto de encontro entre a fantasia e a realidade. Alinhar de pensamentos e evocação de factos que povoam a imaginação ou a memória. Divagações nos momentos calmos e silenciosos que ajudam à concentração, no balanço dos dias que se partilham através da janela que, entretanto, se abriu para a lonjura das grandes distâncias. Sem fronteiras, nem limites

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal

O meu nome é Maria Elvira Bento. Gosto de olhar para o meu computador e reconhecer nele um excelente ouvinte. Simultaneamente, fidelíssimo, capaz de guardar o meu espólio e transportá-lo, seja para onde for, sempre que solicitado. http://brumasdesintra.blogspot.com e brumasdesintra.wordpress.com

sábado, 21 de novembro de 2009

QUEM TERÁ FICADO COM O RESTO DO MEU SONHO?


Hoje, vou dançar com o meu sonho. Saltei o muro da realidade e agarrei as imagens ainda vibrantes de um filme do qual foi a protagonista por benevolência, talvez, doutros desígnios mais poderosos que nos movimentam o coração que bate num ritmo que me faz lembrar o teu nome. Foi um sonho auspicioso, daqueles que nos recordam a falta que nos faz ser abraçadas todos os dias, numa entrega saudável sem cobranças, sem atropelos, numa transparência humana que engrandece e acalma. O sonho decorria fora do meu controlo; não o pensei, não o escrevi, não li o argumento, ninguém me pediu opinião. Limitei-me a encostar a cabeça na almofada macia, aninhar-me nos lençóis -como me preparasse para nascer- e entrar na esfera dos adormecidos como feiticeira da noite. Nada mais do que isto. Até tu apareceres!


Sem aviso. Sem perguntas. Sem voz. Sem gestos. Sem palavras. Nem poderia afirmar que eras tu se não fosse olhar as tuas costas, sentir a força dos teus braços e o calor do teu corpo e quando, por certo era a exigência do realizador, senti que os teus lábios se aproximavam, lembro-me de tocar nos teus ombros (lindos) com os dedos como se dedilhasse as teclas de um piano e murmurar: não está certo, isto não está certo. E acordei-me! Sem culpas mas com penas, e levei o resto da noite a imaginar que, afinal, é uma forma de viver, quem me teria escolhido, na esfera do sono, para desvendar o que eu própria desconheço? Como terias tu descoberto os caminhos dos meus sonhos se eu nem sei onde moras! Já não se dorme como antigamente, as noites são povoadas de montanhas russas em apoteoses fingidas que nos tornam poderosas nas emoções desmesuradas, como tesouros guardados nas mãos que juntamos como se ensaiássemos uma saudação oriental. Gentil e harmoniosa. Mas, quem terá, afinal, ficado com o resto do meu sonho?



As paixões são como ventanias que enfunam as velas dos navios, fazendo-os navegar; outras vezes podem fazê-los naufragar, mas se não fossem elas, não haveria viagens nem aventuras nem novas descobertas
(Voltaire)

6 Comentários:

Blogger Fernanda disse...

Minha querida M.Elvira,

Eu volto para ler os seus excelentes textos. Já sabe que eu cumpro as minhas promessas.

Hoje tenho estado atarefada com a história dos prémios que eu não consegui recusar, por virem de uma amiga especial.

Minha linda, também a nomeie para os prémios/selos.
tem Na Casa do Rau dois, para o segundo precisa de um código que lhoe enviarei por e-mail.
O segundo publica-se como um texto.
O primeiro copia-se e cola-se, simples.

Espero que vá lá e que os traga, ficaria muito feliz, pode ou não dar seguimento, eu dei pelas razõesapontadas, mas a minha amiga pode só guardá-los no seu Blogue.
Como queira. Respeito o que fizer.

Beijinhos

22 de novembro de 2009 às 21:13  
Blogger MEB disse...

Queria e boa Amiga

Vou já ver o que tem para mim Na Casa do Rau mas, amiga, já sabe o que a casa gasta em matéria de informárica. Vou tentar fazer o que me diz mas não prometo que consiga. Vou dar tudo e desde já, obrigadissima. Dois prémios, porquê? Mereço?
Bijs

22 de novembro de 2009 às 22:10  
Blogger MEB disse...

Querida Ná

Muito obrigada pela deferência. È a primeira escolha que tenho, facto que me deixa feliz. Todavia, tenho de esperar que um amigo que percebe disto, venha cá para eu "reclamar" o meu prémio. Vou diariamente ao seu blog só que, como lhe disse, não consigo deixar comentários! Obrigada, Fernanda. É um ser humano maravilhoso.
Bijs

22 de novembro de 2009 às 22:20  
Blogger Fernanda disse...

Querida amiga,

Eu entendo-a, mas garanto-lhe que é fácil.No entanto tudo é fácil quando já se sabe, como tudo na vida.
Espero que consiga um dia ir lá buscá-los.
Ainda voltarei cá hoje, para pôr a leitura em dia. Acabei às 17 de dar aulas e preciso de tomar um chazinho.

Até logo.
Beijinhos

23 de novembro de 2009 às 17:38  
Blogger Fernanda disse...

Amiga M.Elvira,

Aqui estou eu, com um dia de atraso...

Li o seu lindo sonho, foi pena que tivesse acordado, agora não poderá saber quem ficou com o resto do seu sonho.
Adorei.
Obrigada

24 de novembro de 2009 às 18:37  
Blogger MEB disse...

Partidinha de Morfeu...
Bijs

25 de novembro de 2009 às 19:30  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial