Brumas de Sintra

Ponto de encontro entre a fantasia e a realidade. Alinhar de pensamentos e evocação de factos que povoam a imaginação ou a memória. Divagações nos momentos calmos e silenciosos que ajudam à concentração, no balanço dos dias que se partilham através da janela que, entretanto, se abriu para a lonjura das grandes distâncias. Sem fronteiras, nem limites

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal

O meu nome é Maria Elvira Bento. Gosto de olhar para o meu computador e reconhecer nele um excelente ouvinte. Simultaneamente, fidelíssimo, capaz de guardar o meu espólio e transportá-lo, seja para onde for, sempre que solicitado. http://brumasdesintra.blogspot.com e brumasdesintra.wordpress.com

domingo, 27 de dezembro de 2009

ESCREVI O TEU NOME NO VENTO


Está uma noite sem encanto, de gritos abafados no latejar do vento que agride. Não afaga, não envolve, não abraça. Uma noite sem clima para mimar emoções nem sonhos embalados. Está uma noite endurecida, esperemos pela estrela da manhã...




http://www.youtube.com/watch?v=ohyXBXFlJkg



Quando se navega sem destino, nenhum vento é favorável
(Seneca)

2 Comentários:

Blogger Fernanda disse...

Querida amiga,

Gostei muito do texto em forma de poema e do fado que escolheu.
Lindo.

Beijinhos

28 de dezembro de 2009 às 19:11  
Blogger MEB disse...

Boa amiga
E já se passou o Natal! O tempo voa. Obrigada pelas palavras sempre gentis. Beijinhos

28 de dezembro de 2009 às 22:03  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial