Brumas de Sintra

Ponto de encontro entre a fantasia e a realidade. Alinhar de pensamentos e evocação de factos que povoam a imaginação ou a memória. Divagações nos momentos calmos e silenciosos que ajudam à concentração, no balanço dos dias que se partilham através da janela que, entretanto, se abriu para a lonjura das grandes distâncias. Sem fronteiras, nem limites

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal

O meu nome é Maria Elvira Bento. Gosto de olhar para o meu computador e reconhecer nele um excelente ouvinte. Simultaneamente, fidelíssimo, capaz de guardar o meu espólio e transportá-lo, seja para onde for, sempre que solicitado. http://brumasdesintra.blogspot.com e brumasdesintra.wordpress.com

sábado, 13 de março de 2010

SONHADORES - OS GUERREIROS DA TRANSFORMAÇÃO



Os sonhos dos grandes sonhadores são obsessivos, estão para lá do horizonte que fixam, sempre fascinados com a conquista, a descoberta, que os aguarda. São os guerreiros da transformação que deixam refúgios e reinventam destinos e futuros permanentemente envolvidos na odisseia, vivida com invulgar paixão. Sonhadores e ansiosos percorrem rumos desconhecidos, levando no coração e na alma a sabedoria de muitas vivas já vividas e outras reinventadas nas que lhes faltam viver. Empolgados, criativos, têm tesouros para conquistar numa ânsia entusiástica que os engrandece quando, sós, dialogam com o silêncio -um sonhador é sempre introspectivo, o seu mundo interior tem a grandeza dos sonhos que acalenta e acarinha-. O reino dos sonhadores é um lugar explosivo, vivem nele com uma determinação e força de vontade imbatíveis percorrendo as azuis estradas do mar, subindo montanhas que roçam os céus, descendo precipícios medonhos, enfrentando perigos por descodificar em sucessivos combates. O sonhador é atraído pela vertigem das tormentas e das conquistas e, muitas vezes, é embalado por brisas de veludo.




http://www.youtube.com/watch?v=FZLasB-dqe4




O que pode mudar o seu pensamento, pode mudar o seu destino
(Stephen Covey)

1 Comentários:

Blogger MEB disse...

Acho lirismo demais, para mim e para quem esteve DEBAIXO DE FOGO e com alguns mortos (Jorge)
**********************************

Não sei como não consigo publicar o seu comentário que transcrevo em cima. Tem todo o direito de sentir isso ao ler o texto mas, Jorge, este post não tem nada a ver com cenários de guerra. Refiro-me a sonhadores, de uma forma generalizada. Travam as suas lutas, as suas batalhas, no seu mundo.

Já agora deixe-me dizer-lhe que estive muitas vezes em cenários de guerra, em Angola (como jornalista), e tenho pelos combatentes o maior dos respeitos. Jamais faria o que quer que fosse que os derespeitasse. Um abraço

14 de março de 2010 às 19:38  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial