Brumas de Sintra

Ponto de encontro entre a fantasia e a realidade. Alinhar de pensamentos e evocação de factos que povoam a imaginação ou a memória. Divagações nos momentos calmos e silenciosos que ajudam à concentração, no balanço dos dias que se partilham através da janela que, entretanto, se abriu para a lonjura das grandes distâncias. Sem fronteiras, nem limites

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal

O meu nome é Maria Elvira Bento. Gosto de olhar para o meu computador e reconhecer nele um excelente ouvinte. Simultaneamente, fidelíssimo, capaz de guardar o meu espólio e transportá-lo, seja para onde for, sempre que solicitado. http://brumasdesintra.blogspot.com e brumasdesintra.wordpress.com

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

LUTE POR SER FELIZ



Leia, atentamente, o texto que hoje publico (tem mais de 400 anos). A inscrição é de 1962 e foi encontrada na velha igreja de Baltimore.


Caminha tranquilamente entre o ruído e a pressa. Lembra-te de que a paz pode residir no silêncio. Sem renunciares a ti mesma, esforça-te por seres amiga de todos. Diz a tua verdade calma e claramente. Escuta os outros, ainda que sejam simples e ignorantes; cada um deles tem, também, uma vida para contar. Evita os barulhentos e os agressivos, porque eles denigrem o espírito. Se te comparares com os outros, podes sentir-te amargurada: haverá (sempre) perto de ti alguém melhor ou pior do que tu.


Alegra-te, tanto com as tuas realizações como com os teus projectos. Ama o teu trabalho, mesmo que ele seja humilde -é o tesouro da tua vida. Sê prudente nos negócios, porque no mundo abundam pessoas sem escrúpulos. Mas que esta convicção não te impeça de reconhecer a virtude. Há muitas pessoas que lutam por ideais formosos e, em toda a parte, a vida está cheia de heroísmo! Sê tu mesma. Sobretudo, não pretendas dissimular as tuas inclinações. Não sejas cínica no amor, porque quando aparecem a aridez e o desencanto no rosto, isso converte-se em algo tão perene como a erva. Aceita com serenidade o cortejo dos anos, e renuncia, sem reservas, aos dons da juventude. Fortalece o teu espírito, para que não te destruam desgostos inesperados. Mas, não inventes falsos infortúnios.



Muitas vezes o medo é resultado da fadiga e da solidão. Sem esqueceres uma justa disciplina, sê benigna para ti mesma. Não és mais do que uma criatura no Universo, mas não és menos que as árvores ou as estrelas: tens o direito de estar aqui! Vive em paz com Deus, seja como for que O imagines. Entre os teus trabalhos e aspirações, mantém-te em paz com a tua alma, apesar da ruidosa confusão da vida, apesar das falsidades, das lutas penosas e dos sonhos arruinados, a Terra continua a ser bela. Sê cuidadosa. Luta por seres feliz.


As grandes oportunidades de ajudar os outros raramente acontecem, mas as pequenas surgem todos os dias
(Sally Koch)


0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial