Brumas de Sintra

Ponto de encontro entre a fantasia e a realidade. Alinhar de pensamentos e evocação de factos que povoam a imaginação ou a memória. Divagações nos momentos calmos e silenciosos que ajudam à concentração, no balanço dos dias que se partilham através da janela que, entretanto, se abriu para a lonjura das grandes distâncias. Sem fronteiras, nem limites

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal

O meu nome é Maria Elvira Bento. Gosto de olhar para o meu computador e reconhecer nele um excelente ouvinte. Simultaneamente, fidelíssimo, capaz de guardar o meu espólio e transportá-lo, seja para onde for, sempre que solicitado. http://brumasdesintra.blogspot.com e brumasdesintra.wordpress.com

sábado, 16 de janeiro de 2010

OS DESILUDIDOS DA ESPERANÇA...


Há situações na vida, avassaladoras, desmesuradas, que nos deixam sem palavras enquanto apáticos deambulamos por labirintos sem encontros, sem saídas. Somos ausentes de nós próprios. Sem asas, sem fôlego, desiludidos e abandonados, há silêncio na secura da boca cerrada que não emite nem sons nem sopro. Há frio nos dias despojados de esperança e de reflexos quando nos perdemos em patamares de loucura que minam, ganham terreno e podem vitimar. Os desiludidos da esperança não sentem a vibração da vida, não escutam o barulho dos dias e ficam incapazes de invadir, desafiar, provocar o ritmo que os conduz como prisioneiros que arrastam grilhetas pelos caminhos do insucesso. Para eles, fica uma pista e uma canção. A primeira, é o lembrar da imperiosa necessidade de trocar as voltas ao destino e ao pensamento; a segunda, é o conjunto (fabuloso) de palavras e melodia que lhe transmitem uma mensagem de ânimo. De sucesso. De vitória. Avivam-lhe a necessidade de competir consigo próprio, apelando à sua inteligência, ao seu querer.



http://www.youtube.com/watch?v=PV3yWvI9SSM





Os obstáculos não o podem deter. Os problemas não o podem deter. Mais do que tudo, as outras pessoas não o podem deter. Somente você se pode deter a si mesmo
(Jeffrey Gitomer)

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial