Brumas de Sintra

Ponto de encontro entre a fantasia e a realidade. Alinhar de pensamentos e evocação de factos que povoam a imaginação ou a memória. Divagações nos momentos calmos e silenciosos que ajudam à concentração, no balanço dos dias que se partilham através da janela que, entretanto, se abriu para a lonjura das grandes distâncias. Sem fronteiras, nem limites

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal

O meu nome é Maria Elvira Bento. Gosto de olhar para o meu computador e reconhecer nele um excelente ouvinte. Simultaneamente, fidelíssimo, capaz de guardar o meu espólio e transportá-lo, seja para onde for, sempre que solicitado. http://brumasdesintra.blogspot.com e brumasdesintra.wordpress.com

sábado, 16 de agosto de 2008

A PERFECCIONISTA



Madonna faz, hoje, 16 de Agosto, cinquenta anos. Assinala-lhe o tempo o seu cartão de identificação já que, sem esforço, ao olharmos as suas fotos actuais reconhecemos duas coisas: o tempo não tem sido rigoroso, tem-se revelado um amigo benévolo e, Madonna (Louise Veronica Ciccone Ritchie), tem sabido merecer essa benesse. A melhor maneira que encontro para a definir é: perfeccionista! Só assim se compreende que esta cantora americana (nasceu no Michigan) compositora, dançarina, produtora musical e cinematográfica, actriz e, ultimamente, escritora de enorme sucesso, tivesse arrebatado ao longo da sua carreira, oito Grammy, um Globo de Ouro (Evita) e mais de 120 prémios e consiga, após todas estas proezas, manter um espírito inabalável e uma performance invejável. Vendeu de 207 milhões de álbuns e 126 milhões de singles no mundo inteiro, tornando-se a cantora feminina que mais facturou na história da música mundial. Madonna é a cantora mais rica do mundo, com uma fortuna estimada em 850 milhões de dólares, e o Guinness Book of Records, considerou-a como a Artista Feminina Melhor Sucedida de Todos os Tempos.


De 1982 ao nascimento da sua primeira filha (Lurdes Maria. Tem também David Banda e Rocco. Fala-se em separação mas o marido, Guy Ritchie, tem tentado salvar a união) há como que uma barreira invisível que separa a dinâmica profissional da chamada Rainha da Pop. As suas actuações deixaram de ser tão polémicas (temas políticos, sexuais e religiosos chegaram a escandalizar) e ousadíssimas mas mantiveram sempre um rigor profissional impressionante. O nascimento da filha modificou-a e a participação no filme Evita (1996), papel pelo qual lutou com unhas e dentes, também. Ray Of Light (1998) foi considerado por muitos seu melhor disco, rendeu-lhe quatro Grammys e seis prémios do MTV. Confessions on a Dance Flor (2005), alcançou um recorde mundial ao atingir o Top das preferências em 40 países, o maior número alcançado por um álbum. Em 11 de Março de 2008 Madonna, entrou para Hall of Fame do Rock and Roll, título americano atribuído aos artistas que fazem história e têm grande importância e influência no mundo da música, pelo menos ao longo de 25 anos.


As metamorfoses de Madonna continuam a conquistar plateias mundiais e o número de admiradores não pára de aumentar, rendidos à voz e, principalmente, ao rigor e à beleza dos seus espectáculos. No dia em que comemora os 50 anos a artista inicia uma digressão mundial que a trará a Portugal, a 14 de Setembro. O encontro vai ser, seguramente, empolgante. Em cima do palco estará uma exigente e brilhante profissional que conquistará logo no primeiro segundo e galvanizará a assistência até ao minuto final. Com a sua irreverência, entrega, provocação e qualidade. Esse é o símbolo de garantia de Madonna, a aniversariante. Parabéns.



Cada um fabrica o seu destino, a fortuna não tem nisso nenhuma participação.
(Miguel de Cervantes)

2 Comentários:

Blogger navegadora disse...

Vagueando por outros espaços cheguei ao seu cantinho....adorei o que vi, li e senti...vou voltar porque os meus pensamentos encontram-se e refletem-se naquilo que escreve.
Um abraço.

18 de agosto de 2008 às 01:37  
Blogger MEB disse...

Este encantamento de deslizar pelo imenso mundo da blogosfera, entrar no desconhecido e, por vezes, gostar do que se descobre, é viciante e duplamente reconfortante: para quem descobre e para quem é descoberto. Pela minha parte, obrigadíssima. Um abraço feliz.

18 de agosto de 2008 às 17:48  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial