Brumas de Sintra

Ponto de encontro entre a fantasia e a realidade. Alinhar de pensamentos e evocação de factos que povoam a imaginação ou a memória. Divagações nos momentos calmos e silenciosos que ajudam à concentração, no balanço dos dias que se partilham através da janela que, entretanto, se abriu para a lonjura das grandes distâncias. Sem fronteiras, nem limites

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal

O meu nome é Maria Elvira Bento. Gosto de olhar para o meu computador e reconhecer nele um excelente ouvinte. Simultaneamente, fidelíssimo, capaz de guardar o meu espólio e transportá-lo, seja para onde for, sempre que solicitado. http://brumasdesintra.blogspot.com e brumasdesintra.wordpress.com

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

CHOVE NA NOITE DE RESPIRAR DOCE

Nem o céu nem eu estamos estranhos nesta noite de chuva suave que decifrada a cadência do bater dos pingos no meu rosto leio: paz! Há noites assim! Felizes, pela palavra que se escutou, pelo olhar que se olhou. Pelo cansaço que já nos prendeu e quase nos faz cambalear na teimosia de continuar a agarrar as teclas que mais não são do que sons das nossas palavras por ouvir. Não dá para disfarçar. Quando mudamos o nosso mundo apetece-nos escutar o respirar da noite, abraçá-la, entoar o cantar da chuva miudinha que deixa brilhantes as folhas da minha cameleira branca, serena e majestosa, retida há anos no seu espaço de esplendor. Para meu deleite. Chove por ela, por mim, molha a noite e a minha história que é eterna, por ser boa.


http://www.youtube.com/watch?v=OzrUs08-SWs



Liberdade é uma palavra que o sonho humano alimenta, não há ninguém que explique e ninguém que não entenda
(Cecília Meireles)

7 Comentários:

Blogger Fernanda disse...

Querida amiga M.Elvira,

Estou em atraso com todos as/os amigas/os virtuais.

Até amanhã de tarde tenho uma aula aqui em casa, mas seráo só 90 minutos.
Espero conseguir ter tempo para visitar e ler todos os seus belos textos.

De momento só li este...Fabuloso, tão doce como a sua autora, e lindamente escrito, como sempre.

A Mariza foi a cereja no topo do bolo...adoro-a. Já a vi ao vivo e fiquei a amá-la.

"As coisas vulgares que há na vida
Não deixam saudades
Só as lembranças que doem
Ou fazem sorrir"

Beijinhos

27 de novembro de 2009 às 19:39  
Blogger MEB disse...

Amiga Ná
E eu é que escrevo bem, sou doce e os meus textos são belos? Essa sou não eu, é a Ná! É tudo isso e muito mais. Ainda bem que gostou da minha escolha musical. Adoro a "Chuva", da Mariza. Bijs para a minha quase única e fiel leitora. Obrigada por se importar com as minhas palavras.

27 de novembro de 2009 às 22:29  
Blogger Fernanda disse...

Querida M.Elvira,

Eu vou dedicar-lhe algum tempo e encontrar amigos e amigas, tudo gente boa, para lhe fazer mais companhia.
Aliás, e isto que digo é do coração, quem chegar até cá fica, como eu, encantada, maravilhida, e nunca mais a vai deixar.

Obrigada por ter comentado na minha amiga Dina, fez um belíssimo comentário. Conseguiu votar???
Espero que sim, torço para que ela ganhe.

Voltarei para comentar os outros textos.

Beijinhos doces,

28 de novembro de 2009 às 20:33  
Blogger Luis disse...

Amiga Maria Elvira,
Passei por aqui pela mão simpática e amiga da NÁ e acredite que gostei imenso. Passarei a visitá-la amiude e a deixar o meu comentário acompanhando-a nas Brumas de Sintra. Cidade linda mas triste no Inverno.
Saudações amigas,
Luís

28 de novembro de 2009 às 23:55  
Blogger MEB disse...

Bom Amigo Luís
Como foi reconfortante nesta noite de uma Sintra fria, húmida, mas sempre envolvente, encontrar um novo acompanhante dos meus textos. Obrigada. Vou caprichar na criatividade para agarrar os bons amigos que encontram (com o dedo mágico da Ná que aponta: é ali!) o meu porto de abrigo.
Permita-me um abraço.

29 de novembro de 2009 às 18:50  
Blogger MEB disse...

Querida Ná

Corro o sério risco de me repetir ao tentar dizer-lhe, sem ser obrigada,que me encanta a sua imensa generosidade e constante preocupação pelos outros. Digo-o por mim, sei do que falo. Obrigadissima. Foi com o maior gosto que apreciei o texto da Dina. Votei e comentei, claro.
Um abração, assim grande como o Monte da Lua.

29 de novembro de 2009 às 18:55  
Blogger Fernanda disse...

Querida amiga,

Estou em falta consigo. Desculpe.
O tempo foge-me com tantas pequenas coisas para fazer.
Logo agora que lhe prometi que a visitaria mais vezes.
Prometo que amanhã começo logo por vir aqui e pôr a leitura em ordem.

Amiga, obrigada pelo seu gesto, julgo que ela ganhará, o que será para ela um estímulo que neste momento muito necessita.

O seu novo amigo Luís, é um amor de pessoa. Meu colega no Sempre Jovens e um amigo do peito.

Espero que ele a visite mesmo regularmente, porque ele é encantador.

Beijinhos querida, até amanhã.

2 de dezembro de 2009 às 00:47  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial