Brumas de Sintra

Ponto de encontro entre a fantasia e a realidade. Alinhar de pensamentos e evocação de factos que povoam a imaginação ou a memória. Divagações nos momentos calmos e silenciosos que ajudam à concentração, no balanço dos dias que se partilham através da janela que, entretanto, se abriu para a lonjura das grandes distâncias. Sem fronteiras, nem limites

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal

O meu nome é Maria Elvira Bento. Gosto de olhar para o meu computador e reconhecer nele um excelente ouvinte. Simultaneamente, fidelíssimo, capaz de guardar o meu espólio e transportá-lo, seja para onde for, sempre que solicitado. http://brumasdesintra.blogspot.com e brumasdesintra.wordpress.com

domingo, 29 de novembro de 2009

EU CONHEÇO UM PAÍS DO QUAL ME ORGULHO: PORTUGAL!


Eu conheço um país que tem uma das mais baixas taxas de mortalidade mundial de recém-nascidos, melhor que a média da UE. Eu conheço um país onde tem sede uma empresa que é líder mundial de tecnologia de transformadores. Eu conheço um país que é líder mundial na produção de feltros para chapéus. Eu conheço um país que tem uma empresa que inventa jogos para telemóveis e os vende no exterior para dezenas de mercados. Eu conheço um país que tem uma empresa que concebeu um sistema pelo qual você pode escolher, no seu telemóvel, a sala de cinema onde quer ir, o filme que quer ver e a cadeira onde se quer sentar. Eu conheço um país que tem uma empresa que inventou um sistema biométrico de pagamento nas bombas de gasolina.


Eu conheço um país que tem uma empresa que inventou uma bilha de gás muito leve que já ganhou prémios internacionais. Eu conheço um país que tem um dos melhores sistemas de Multibanco a nível mundial, permitindo operações inexistentes na Alemanha, Inglaterra ou Estados Unidos. Eu conheço um país que revolucionou o sistema financeiro e tem três Bancos nos cinco primeiros da Europa. Eu conheço um país que está muito avançado na investigação e produção de energia através das ondas do mar e do vento. Eu conheço um país que tem uma empresa que analisa o ADN de plantas e animais e envia os resultados para toda a EU. Eu conheço um país que desenvolveu sistemas de gestão inovadores de clientes e de stocks, dirigidos às PMES.


Eu conheço um país que tem diversas empresas a trabalhar para a NASA e a Agência Espacial Europeia. Eu conheço um país que desenvolveu um sistema muito cómodo de passar nas portagens das auto-estradas. Eu conheço um país que inventou e produz um medicamento anti-epiléptico para o mercado mundial. Eu conheço um país que é líder mundial na produção de rolhas de cortiça. Eu conheço um país que produz um vinho que em duas provas ibéricas superou vários dos melhores vinhos espanhóis. Eu conheço um país que inventou e desenvolveu o melhor sistema mundial de pagamento de pré-pagos para telemóveis. Eu conheço um país que construiu um conjunto de projectos hoteleiros de excelente qualidade pelo Mundo. O leitor, possivelmente, não reconheceu neste país aquele em que vive... Portugal!


Mas é verdade. Tudo o que leu acima foi feito por empresas fundadas por portugueses, desenvolvidas por portugueses, dirigidas por portugueses, com sede em Portugal, que funcionam com técnicos e trabalhadores portugueses. Chamam -se, por ordem, Efacec, Fepsa, Ydreams, Mobycomp, GALP, SIBS, BPI, BCP, Totta, BES, CGD, Stab Vida, Altitude Software, Out Systems, WeDo, Quinta do Monte d'Oiro, Brisa Space Services, Bial, Activespace Technologies, Deimos Engenharia, Lusospace, Skysoft, Portugal Telecom Inovação, Grupos Vila Galé, Amorim, Pestana, Porto Bay e BES Turismo.


Há ainda grandes empresas multinacionais instalada no País, mas dirigidas por portugueses, com técnicos portugueses, de reconhecido sucesso junto das casas mãe, como a Siemens Portugal, Bosch, Vulcano, Alcatel, BP Portugal e a Mc Donalds (que desenvolveu e aperfeiçoou em Portugal um sistema que permite quantificar as refeições e tipo que são vendidas em cada e todos os estabelecimentos da cadeia em todo o mundo). É este o País de sucesso em que também vivemos, estatisticamente sempre na cauda da Europa, com péssimos índices na educação, e gravíssimos problemas no ambiente e na saúde... do que se atrasou em relação à média UE...etc. Mas só falamos do País que está mal, daquele que não acompanhou o progresso. É tempo de mostrarmos ao mundo os nossos sucessos e nos orgulharmos disso (Nicolau Santos). No Facebook junte-se ao grupo de Todos os Portugueses que têm Orgulho em Portugal




O rio atinge seus objetivos porque aprendeu a contornar obstáculos
(Lao-Tse)

6 Comentários:

Blogger Fernanda disse...

Querida amiga M.Elvira,

É verdade que tendemos a ver só o negativo, talvez porque ele ultrapasse em muito o que é positivo.
Contudo, e apesar de saber de parte de todos os sucessos nas áreas que salentou, e muito bem, concordo que é preciso também elogiar o que de melhor temos e fazemos.

Parabéns pelo post.

Beijinhos

2 de dezembro de 2009 às 15:24  
Blogger MEB disse...

Querida Ná
É tão urgente e tão necessário sermos positivos e salientarmos o que temos de bom. Não há países perfeitos e, este, é o nosso!
Bijs

2 de dezembro de 2009 às 17:53  
Blogger Luis disse...

Boa Amiga,
Cá estou de novo no seu blogue e fiquei muito satisfeito com este seu post que também faz parte da minha Tulha e que devia ser um lema para todos nós portugueses! Levanta a nossa auto-estima mas igualmente nos faz pensar que há que mudar os dirigentes que temos com a máxima urgência , indo buscar "matéria cinzenta" nova e limpinha para que Portugal se levante!
Um beijinho amigo,
Luís

3 de dezembro de 2009 às 05:21  
Blogger MEB disse...

Amigo
Boa noite. É sempre agradável a sua passagem por estas "brumas". Eu estou consigo, a 100%. Precisamos de nos "amar" como portugueses; amar Portugal e reconhecer que temos todas as possibilidades de igualar os melhores. Quando olho o Mapa Mundial e vejo o nosso rectâgulozinho banhado pelo Atlântico, fico comovida, sabe? Olho, olho, penso e volto a pensar e sinto-me bem portuguesa.Gosto.
Beijinho amigo. Volte sempre.

3 de dezembro de 2009 às 18:52  
Blogger Luis disse...

Boa Amiga,
Vou-lhe contar algo que se passou comigo em 75. Fui dos Oficiais que foram selváticamente saneados e por tal motivo cheguei a pensar sair do País e refazer a minha vida no estrangeiro. Não o fiz pelo Amor que tenho a Portugal e porque entendi fazer a minha "luta" pela correcção da injustiça que me fora feita. Foram 14 anos de intensa acção mas de que resultou a revisão completada minha situação militar. Fui reíntegrado e foram-me dadas todas as regalias a que tinha direito. Entretanto, durante todo esse tempo fui trabalhando em diversas empresas dando o meu contributo por um Portugal melhor e mais solidário.Foram anos duros e difíceis mas não me arrependo da opção tomada.O Amor à minha terra valeu a pena!

4 de dezembro de 2009 às 03:33  
Blogger MEB disse...

Amigo Luís
Que maravilha. Gostei imenso de tomar conhecimento de uma passagem (difícil) da sua vida.Sensibilizei-me e fiquei com orgulho no seu comportamento humano que mais não foi do que a praticabilidade de sólidos padrões morais; um marcante sentido de justiça e um sólido e verdadeiro amor à sua Pátria. O Luís é mesmo daqueles portugueses que ajudam o País a enfrentar tempestades e, agarrados ao leme não saltam, não largam o barco que conduzem pelas Tormentas. Que passarão. Uma abraço meu amigo. Que maravilha.

4 de dezembro de 2009 às 15:18  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial