Brumas de Sintra

Ponto de encontro entre a fantasia e a realidade. Alinhar de pensamentos e evocação de factos que povoam a imaginação ou a memória. Divagações nos momentos calmos e silenciosos que ajudam à concentração, no balanço dos dias que se partilham através da janela que, entretanto, se abriu para a lonjura das grandes distâncias. Sem fronteiras, nem limites

A minha fotografia
Nome:
Localização: Portugal

O meu nome é Maria Elvira Bento. Gosto de olhar para o meu computador e reconhecer nele um excelente ouvinte. Simultaneamente, fidelíssimo, capaz de guardar o meu espólio e transportá-lo, seja para onde for, sempre que solicitado. http://brumasdesintra.blogspot.com e brumasdesintra.wordpress.com

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

ANA MARIA BELO MARQUES - O SORRISO MAIS DOCE DA RÁDIO ECCLÉSIA


Conheci a Ana Maria (na foto ao lado de José Gaia, já falecido, numa festa na Restinga, nos anos 70, creio. Eu, olho-a com a ternura que sempre lhe dediquei e dedico) quando comecei a trabalhar como locutora e produtora na Rádio Ecclésia, em Luanda e, recordo perfeitamente que o seu sorriso doce foi a particularidade que logo me fascinou. Depois, o timbre de voz: melodioso, sereno, uma dicção perfeita. A Ana era a locutora oficial da estação e para lá de admirar o seu vincado profissionalismo com que desempenhava as suas funções admirava a permanente capacidade de se dar aos outros, sempre pronta a ajudar nas nos momentos mais atrapalhados ou os mais novos que ainda não dominavam com segurança as dificuldades (e os fascínios) de trabalhar num estação de rádio. Além disso, havia outra particularidade na Ana que me encantava: a maneira profissional mas carinhosa como trabalhava com o Director de Produção da Rádio Ecclésia , o nosso Belo Marques. Quem passou por lá sente que o Belo é eternamente nosso. Eram casados, formavam um casal perfeito, daqueles que só se conhece no cinema, nos romances. Jovens, enamorados e felizes. É assim que os recordo. E, afinal, é assim que eles continuam a ser.


A saída de Luanda afastou colegas e amigos. Cada um foi para qualquer parte do mundo e os anos acabaram por esbater um pouco as memórias passadas, embora elas permanecessem guardadas num arquivo seguro. Não há muito tempo, depois de décadas de ausência, através da Net, encontrei-me com a Ana Maria (ou vice-versa, já não sei bem) e aí, a emoção explodiu de alegria. Com direito a lágrimas e tudo. A partir daí os encontros informáticos tornaram-se constantes e aquela distância, aquele afastamento, aquela saudade foram mitigadas. Foi muito bom. O Belo Marques não está totalmente bem de saúde e a Ana é a enfermeira atenta de noite e de dia, ao lado do marido a quem continua a admirar. Há dias, encontrei no Youtube algo que me sensibilizou muito e, correndo o risco de não lhe agradar por tornar público este seu trabalho, arrisco. Tantos são os anos que vivem juntos, tantas são as dificuldades que em conjunto, vencem diariamente, e aquele amor e admiração que se evidenciava na Rádio Ecclésia, nos anos 70, continua vivo. Que maravilha. Que lição de vida, Ana.


http://www.youtube.com/watch?v=fWyxBTGkXzc




O futuro começa sempre agora
(Mark Strand)

4 Comentários:

Blogger A. João Soares disse...

Neste início do mês festivo de Dezembro, o blogue Do Miradouro, deseja a este blogue, aos seus visitantes e comentadores um Feliz Natal, com saúde, pensamentos positivos, esperança no Ano Novo e fé num Mundo Melhor.

Abraços
João

2 de dezembro de 2009 às 11:38  
Blogger Fernanda disse...

Olá minha querida amiga!

Conforme prometido, hoje sem aluna, aqui estou para pôr a leitura em dia.

Este seu texto revela bem o que a vida nos faz, as voltas e reviravoltas que somos muitas vezes forçadas a dar.
Perdende-se os amigos, os contactos escasseam, mas eis que repente tudo, ou quase tudo renasce, num encontro ocasional, obra do acaso e é a alegria total.

Os nossos verdadeiros amigos ficam sempre nas nossas melhores lembranças, isso é o melhor de tudo.
Beijinhos

2 de dezembro de 2009 às 15:17  
Blogger MEB disse...

João Soares

Agradeço e retribuo os votos formulados. Desejo-lhe a si e ao seu excelente blogue Do Miradouro momentos muitos bons, partilhados, vividos com saber e entusiasmo e que o Novo Ano nos reavive a Esperança e a Fé.
Um abraço

2 de dezembro de 2009 às 17:47  
Blogger MEB disse...

Querida Ná
Já estava a andar ao pé coxinho. Sem comentário seu, sinto-me mesmo abandonada! Obrigada amiga, é mesmo isso que diz. Os amigos, apesar das reviravoltas da vida, quando são fortes, superam tudo e, quando se encontram escutam a melodia feliz do Universo.
Bijs

2 de dezembro de 2009 às 17:50  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial